7 museus que valem a visita
Skip Ribbon Commands
Skip to main content
X

 7 museus que valem a visita


 7 museus que valem a visita  

Os centros culturais que selecionamos neste minirroteiro são bem diferentes entre si. Só para você ter uma ideia, um exibe quadros icônicos da cultura nacional há mais de um século; outro, inaugurado recentemente, conta a história da Terra por meio de recursos interativos; há também o que apresenta suas obras em um jardim exuberante, e por aí vai… No entanto, esses museus brasileiros têm algo em comum: um acervo imperdível, que pode (e deve!) ser degustado por todo mundo, já que oferecem ao menos um dia de visitação gratuita. De acordo com Nelson Colás, diretor de Relações Institucionais da Federação de Amigos de Museus do Brasil (Feambra), ao divulgarem seus acervos em sites e redes sociais, os espaços de cultura despertam ainda mais o interesse do público. E você, quer conhecê-los? Veja o nosso guia e programe-se!

Visitações gratuitas, acervos espetaculares e arquitetura surpreendente são alguns ingredientes desses museus brasileiros que valem a visita!

1. Museu do Amanhã, Rio de Janeiro // De onde viemos? Quem somos? Para onde vamos? É a partir dessas e de outras perguntas que o espaço conta a história da Terra e dos seus habitantes de maneira totalmente interativa. Sob a perspectiva da sustentabilidade, o objetivo é levar os visitantes a refletir sobre a época de grandes mudanças que estamos vivendo e sobre como serão os próximos 50 anos do planeta. O prédio, inaugurado em 2016 e assinado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, é um espetáculo à parte. Os ingressos saem por R$ 20 e devem ser comprados pelo site. Às terças, a visitação é gratuita. Praça Mauá, 1. Tel. (21) 3812-1800. Terça a domingo, das 10h às 18h. [www.museudoamanha.org.br]

2. Instituto Inhotim, Brumadinho // Museu ou Jardim Botânico? Os dois! Aberto oficialmente em 2006, é o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo – são 140 hectares de área de visitação. O acervo reúne cerca de 700 obras de quase uma centena de artistas, como os brasileiros Adriana Varejão, Hélio Oiticica e Vik Muniz, e fica espalhado por galerias e pelo maravilhoso jardim, que possui mais de 4 mil espécies de plantas de todos os continentes. O espaço, localizado a 56 quilômetros de Belo Horizonte, é diversão garantida para toda a família! O ingresso sai por R$ 44 (às quartas, exceto feriados, a entrada). Rua B, 20. Tel. (31) 3571-9700. De terça a sexta, das 9h30 às 16h30. Sábado, domingo e feriado, das 9h30 às 17h30. [www.inhotim.org.br]




3. Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo // Só o prédio, construído em 1895 sob a batuta do famoso arquiteto Ramos de Azevedo, já valeria uma visita. Mas o primeiro museu de arte da cidade, fundado em 1905, tem muitos outros atrativos: são quase 10 mil obras, a maioria delas de produção nacional. Os quadros Tropical, de Anita Malfatti, Caipira Picando Fumo, de Almeida Junior, e Mestiço, de Cândido Portinari, são as estrelas do acervo. Fique de olho também nas exposições temporárias do espaço. A entrada custa R$ 6 (aos sábados é gratuita). Praça da Luz, 2. Tel. (11) 3324-1000. De quarta a segunda, das 10h às 17h30. [www.pinacoteca.org.br]

4. Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador // Deixe um pouco de lado o roteiro de arte sacra do Pelourinho para conhecer esse espaço, que abriga um acervo formado por 1 200 peças mais contemporâneas. Há pinturas, esculturas, desenhos e fotografias de nomes como Alfredo Volpi, Tarsila do Amaral, Cândido Portinari e Di Cavalcanti. Fundado em 1960, o MAM-BA está instalado no Solar do Unhão, construído no século 17 e reformado pela famosa arquiteta italiana radicada no Brasil Lina Bo Bardi. Além da galeria ao ar livre, chamada de Parque das Esculturas, a vista para a Baía de Todos dos Santos é imperdível. A visitação é gratuita. Avenida Contorno, s/n. Tel. (71) 3117-6139. De terça a domingo, das 13h às 17h. [www.facebook.com/Museu de Arte Moderna da Bahia]




5. Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre // Premiado na Bienal de Arquitetura de Veneza, na Itália, o prédio branco idealizado pelo arquiteto português Álvaro Siza Vieira abriga, desde 2008, as mais de 5 mil obras do renomado pintor gaúcho (1914-1994), conhecido sobretudo por seus personagens de traços fortes e por suas paisagens naturais e urbanas. Novas exposições, inclusive de outros artistas, são organizadas a cada seis meses no espaço, localizado às margens do rio Guaíba, um dos cartões-postais de Porto Alegre. Após a visita, que é sempre gratuita, vale a pena apreciar o pôr do sol em uma das mesinhas da cafeteria. Avenida Padre Cacique, 2000. Tel. (51) 3247-8000. Sexta e sábado, das 13h às 18h. [www.iberecamargo.org.br]

6. Museu do Holocausto, Curitiba // Inaugurado em 2011, é o único no país que se dedica exclusivamente a mostrar a perseguição aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial. São 56 objetos expostos, doados por diferentes países, e 300 fotos e vídeos, com foco na história das vítimas e também dos sobreviventes. O acervo completo pode ser acessado por computadores no final da visita, que deve ser feita com agendamento prévio. A entrada é gratuita. Não é recomendado para menores de 12 anos. Rua Coronel Agostinho de Macedo, 248. Tels. (41) 3093-7461 e (41) 3093-7462. Terça, das 14h30 às 17h30.Quarta, das 8h30 às 11h30 e das 14h30 às 17h30. Sexta, das 8h30 às 11h30. Domingo, das 9h às 12h. [www.museudoholocausto.org.br]




7. Cais do Sertão, Recife // O objetivo do museu, aberto em 2014 e localizado em um dos armazéns do porto, perto do marco zero da cidade, é levar o visitante a fazer uma imersão na cultura dos sertões nordestinos de forma bem interativa. As salas contêm de roupas e utensílios de cozinha a obras de arte ligadas ao tema. O destaque vai para o espaço dedicado ao músico Luiz Gonzaga, com toda sua discografia. Não deixe de apreciar o enorme aquário que reúne espécies de peixe que habitam o rio São Francisco. O ingresso custa R$ 10 (às quintas, a visita é gratuita). Rua Alfredo Lisboa, s/n. Tel. (81) 4042-0484. De terça a sexta, das 9h às 17h. Sábado e domingo, das 13h às 17h. [www.caisdosertao.org.br]



Vinho Tinto

Tem ação anticoagulante e também ajuda na proteção das artérias.

Confira a lista completa de dicas da a+ para uma vida mais saudável