Chikungunya: conheça a doença, sua prevenção e exames disponíveis para diagnóstico

As doenças causadas pelos arbovírus, como a dengue e a febre chikungunya, são comuns entre os meses de janeiro a junho, pelo maior volume de chuva e temperaturas elevadas, cenário ideal para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, o transmissor dos vírus, que deposita os ovos coleções de água e aproveita o calor para sua eclosão.

A palavra chikungunya significa “curvar-se ou tornar-se contorcido”, descrevendo a postura adotada pelos pacientes devido à intensa dor articular, que pode persistir por anos. Além disso, a doença pode causar febre alta, dores de cabeça e muscular.

A única forma de prevenção é eliminar os possíveis criadouros do mosquito, como água parada em recipientes abertos (pneus, vasos de planta e caixas d'água sem tampa). Além disso, roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia, quando os mosquitos são mais ativos, proporcionam alguma proteção às picadas e podem ser adotadas principalmente durante surtos. Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo. Mosquiteiros proporcionam boa proteção para aqueles que dormem durante o dia (por exemplo: bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos).

Em caso de sintomas, dois tipos de exames estão disponíveis para o diagnóstico da febre chikungunya, de acordo com o início dos sintomas: a pesquisa do vírus por meio da PCR (que pode ser realizada até 10 dias após o início dos sintomas) e a sorologia (a partir do 7º dia do início dos sintomas). A PCR é um teste molecular que detecta diretamente o vírus, enquanto a sorologia pesquisa anticorpos produzidos contra o vírus, ambos em amostras de sangue. Enquanto a PCR é mais sensível e mais precoce, a sorologia pode diagnosticar tanto infecção recente, quando há presença de IgM, quanto pregressa, quando há apenas IgG. Vale lembrar que é muito difícil confirmar o diagnóstico sem lançar mão de exames laboratoriais, porque as manifestações clínicas podem ser muito semelhantes com as da dengue, por exemplo, que compartilha o mesmo mosquito transmissor e costuma ocorrer com mais frequência na mesma época do ano.

A a+ Medicina Diagnóstica oferece os dois exames nas unidades de Curitiba e São José dos Pinhais, além do serviço a+ até você, que possibilita a coleta de materiais para exames diagnósticos diretamente em casa. Saiba mais sobre este serviço aqui.

É importante ressaltar que a febre chikungunya é uma doença que pode levar a complicações graves, especialmente em pessoas idosas ou com problemas de saúde preexistentes. Além disso, o envolvimento articular, quando se torna crônico, pode levar a limitações e incapacidades. Por isso, a prevenção e o diagnóstico precoce são essenciais para evitar sua propagação e minimizar seus efeitos na saúde da população.


28/04/23

28 de abril de 2023

Compartilhar:

Últimas Notícias

    Ver todas as notícias