Proteja-se contra a gripe!

Pensando em garantir cuidado e proteção completa para você e sua família, a vacina quadrivalente contra a gripe já está disponível na a+!


Dose da vacina quadrivalente contra gripe individual: R$ 81,00 para aplicação na unidade Getúlio Vargas; R$ 95,00 para aplicação no seu endereço, com o a+ até você.

Dose da vacina contra gripe quadrivalente do idoso – alta dose (Efluelda©): R$ 235,00


Onde você pode se vacinar?


Unidade Getúlio Vargas - Avenida Presidente Getúlio Vargas, 2219
• Horário de atendimento para a vacina: de segunda a sexta de 7h às 15h e sábado das 7h às 12h.
• Não é necessário agendar.


a+ até você 
Vacine-se no conforto e segurança da sua casa ou onde preferir, sem pagar nada a mais por isso!
Para agendar a aplicação da vacina em casa, entre em contato pelo telefone ou WhatsApp: (41) 4020-8000.


Confira algumas dúvidas frequentes sobre a vacina da gripe:


  • Quais são os sinais e sintomas de gripe?

Na infecção causada pelo vírus influenza, os sintomas da gripe podem surgir de maneira repentina, como febre, dor de garganta, tosse, dores no corpo, calafrio e dor de cabeça. O quadro tem resolução espontânea em aproximadamente sete dias, embora a tosse, o mal-estar e a fadiga possam permanecer por algumas semanas.


  • Como a gripe é transmitida? 

O vírus é transmitido de pessoa para pessoa, através de gotículas respiratórias produzidas a partir da tosse ou espirro de pessoas contaminadas e também no contato com objetos que estejam contaminados pelo vírus, que é levado pelas mãos à boca, olhos ou nariz.


  • Qual é o período de transmissão? 

Pessoas infectadas pelo vírus influenza podem ser capazes de infectar outras pessoas um dia antes do surgimento de sintomas e até 7 dias ou mais depois do início dos sintomas. Isso significa que a pessoa pode ser capaz de transmitir a gripe a alguém antes de saber que está doente.


  • Por que a vacina de gripe muda de um ano para outro? 

Os vírus influenza sofrem pequenas mutações de um ano para o outro, o que leva à necessidade de alterar a composição das vacinas. Essa reformulação é feita de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), baseadas na coleta de vírus ao redor do mundo para a identificação das variantes. Em outras palavras: os vírus que circularam em 2023 não serão necessariamente os mesmos de 2024.


  • Preciso vacinar todos os anos? 

Sim. E essa recomendação vale tanto para as crianças, como os adultos, por conta da queda no nível dos anticorpos estimulados pela vacinação do ano anterior e das mutações do vírus influenza que ocorrem de um ano para o outro.


  • Por que menores de 6 meses não devem ser vacinados?

Nessa faixa etária, o sistema imunológico da criança ainda não está completamente formado, além de não existirem estudos clínicos determinando a eficácia da aplicação da vacina.


  • Qual a importância de vacinar a criança? 

Crianças em idade escolar têm alta taxa de infecção (entre 15% a 40%). Elas adquirem e transmitem o vírus com mais frequência e por mais tempo, tendo um papel crucial na transmissão na família e na comunidade onde vivem. Têm também um risco maior de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e complicações como pneumonia, otite média, bronquiolite (sobretudo as menores de dois anos); acometimento muscular (miosite) e manifestações neurológicas, o que leva a uma alta taxa de hospitalização. Tudo isso resulta em custos consideráveis: consultas médicas, medicações, falta dos pais ao trabalho para cuidar da criança doente etc.


  • Quando a vacina deve ser aplicada? Por quê? 

O ideal é vacinar antes da temporada da gripe, tão logo a vacina esteja disponível – o que ocorre geralmente a partir de março em grande parte do país. Os níveis satisfatórios de anticorpos protetores da gripe são atingidos em até duas semanas após a aplicação da vacina e conferem proteção máxima durante cerca de 3-4 meses, demonstrando a importância da vacinação precoce e oportuna.


  • A vacina também protege contra resfriado? 

Não. Ela imuniza apenas contra a gripe causada pelo vírus influenza. O resfriado é causado por outros tipos de vírus, como rinovírus, adenovírus, vírus sincicial respiratório, metapneumovírus e parainfluenza.


  • A vacina provoca alguma reação? 

As reações adversas são pouco comuns. Quando ocorrem, desaparecem rápida e espontaneamente e são geralmente leves e locais (eritema, endurecimento e dor no lugar da aplicação). Febre baixa, mialgia (dor muscular) e mal-estar também podem ocorrer nas primeiras 48-72h após a aplicação.


  • Quais as cepas utilizadas na produção da vacina influenza 2024? 

Para 2024, as vacinas trivalentes produzidas a partir de ovos de galinha devem usar as seguintes cepas:

- Influenza A/Victoria/4897/2022 (H1N1)pdm09.

- Influenza A/Thailand/8/2022 (H3N2).

- Influenza B/Austria/1359417/2021 (B/linhagem Victoria).

Já as vacinas quadrivalentes (chamadas também de tetravalentes) devem conter, além dos três tipos de cepas obrigatórios, um vírus similar ao vírus Influenza B/Phuket/3073/2013 (B/linhagem Yamagata).


  • Quem está com Covid-19 pode receber a vacina da gripe?

Assim como ocorre com as demais vacinas do mercado, recomenda-se aguardar 48h da cessação da febre e dos sintomas iniciais de um infecção aguda (mal-estar, calafrios, vômitos) para aplicação da vacina de gripe.


  • Quanto tempo depois que testei positivo para influenza posso receber a vacina da gripe?

Recomenda-se aguardar 30 dias após o início dos sintomas de gripe. Caso a vacinação seja realizada em vigência de uma infecção muito branda ou não diagnosticada, não há motivos para preocupação ou revacinação.


  • Qual diferença da vacina de gripe tetravalente adulto e infantil (GRIPET), da vacina de gripe tetravalente idoso (EFLUELDA)? 

A vacina contra gripe tetravalente do idoso – alta dose, chamada Efluelda© - apresenta uma quantidade 4 vezes maior de antígenos, aumentando a eficácia em pacientes idosos.


  • Pode aplicar a vacina gripe tetravalente de alta dose em pacientes menores de 60 anos? 

Não, pois não existem estudos que comprovem a eficácia ou segurança da vacina em menores de 60 anos.


*Devido aos cookies e armazenamento do cachê os valores podem sofrer atualizações e não serem atualizados no seu navegador, limpe o cachê para visualizar as informações atualizadas.

**Os valores das vacinas podem sofrer reajuste sem aviso prévio. 


07/03/24

07 de março de 2024

Compartilhar:

Últimas Notícias

    Ver todas as notícias