Herpes-zóster x Herpes simples: diferenças entre as doenças

A confusão entre herpes-zóster e herpes simples é comum, mas as condições são distintas tanto em suas causas quanto em suas manifestações e tratamentos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma parcela significativa da população mundial é afetada por algum tipo de vírus herpes, o que mostra a importância de compreender as diferenças entre essas duas infecções.


Principal diferença entre herpes simples e herpes-zóster

A principal diferença entre herpes-zóster e herpes simples está no vírus causador.

O herpes simples é causado pelo vírus Herpes simplex (HSV)

Ambos os tipos de herpes-vírus simples, HSV-1 e HSV-2, podem causar infecção oral ou genital. O HSV-1 está associado principalmente a infecções orais, e HSV-2, relacionado a infecções genitais.

Já o herpes-zóster é causado pelo vírus Varicela-Zóster, o mesmo da varicela (catapora), que pode ser reativado na idade adulta ou em momentos de imunidade comprometida.

O que é herpes simples

O vírus Herpes simplex (HSV) pode ser transmitido por indivíduos infectados que são assintomáticos ou sintomáticos durante períodos de disseminação viral.

O HSV-1, que é mais comumente associado ao herpes oral, é transmitido principalmente pelo contato com saliva infectada ou outras secreções. Locais comuns: boca (mucosa bucal e gengival) e lábios.

O HSV-2, que é mais comumente associado ao herpes genital, é transmitido principalmente por contato sexual.

O vírus se replica no local da infecção e podem ocorrer lesões recorrentes com a reativação da doença latente. Os gatilhos para a reativação da doença latente incluem estresse, febre, estado imunocomprometido, danos aos tecidos locais e luz ultravioleta.

O que é herpes-zóster

Conhecida popularmente como “cobreiro”, a doença herpes-zóster é caracterizada por lesões dolorosas na pele, localizadas geralmente no tronco, rosto e pescoço.

É resultado da reativação do vírus Varicela-zóster, que permanece latente nas células nervosas após a infecção por catapora. A reativação do vírus pode ocorrer devido a fatores como estresse, imunossupressão ou envelhecimento.

Como diagnosticar e prevenir cada doença

O diagnóstico de herpes simples e herpes-zóster pode ser realizado com base no exame clínico das lesões e confirmado por testes laboratoriais, como a PCR (Reação em Cadeia da Polimerase).

A prevenção do herpes simples inclui evitar o contato direto com as lesões e usar preservativos.

Já a prevenção do herpes-zóster é feita principalmente por meio da vacinação, recomendada para pessoas acima de 50 anos ou com alto risco de desenvolver a doença. Clique e saiba mais sobre a vacina da herpes- zóster.


14/05/24

14 de maio de 2024

Compartilhar:

Últimas Notícias

    Ver todas as notícias
    Agendar exames e vacinas