Pesquisa irá mapear o novo coronavírus na capital paulista

A COVID-19 tem gerado impactos mundiais, promovendo a necessidade do desenvolvimento de uma solução sustentável, com o uso de metodologias de análises, que suportem políticas voltadas ao controle e combate da doença.

O Grupo Fleury, em parceria com o IBOPE Inteligência, Instituto Semeia, cientistas da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e o biólogo Fernando Reinach realizarão um projeto piloto de pesquisa que buscará estimar o percentual de pessoas infectadas no Brasil, a partir de amostras de sangue, objetivando avaliar a resistência imunológica da população.

Esse Projeto aguarda aprovação da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Inicialmente, o projeto será realizado em bairros da cidade de S. Paulo com maior incidência dos casos da COVID-19. A pesquisa selecionará as residências e informará, previamente, sobre a possibilidade de participação. Essa iniciativa permitirá o acesso a informações científicas e estatísticas, que poderão subsidiar eventuais políticas de abrandamento das medidas de distanciamento social de maneira adequada, concedendo à população o retorno seguro às suas atividades diárias.

Saiba mais acessando a matéria publicada no Jornal O Estado de S. Paulo ou a notícia do Bom Dia SP, disponível no GloboPlay


21/04/20

21 de abril de 2020

Compartilhar: