Tipos de testes de DNA e suas funções

A tecnologia de testes de DNA tem avançado significativamente nas últimas décadas, oferecendo uma ampla gama de aplicações na medicina, na justiça e na pesquisa de ancestralidade.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso de testes genéticos tem potencial para melhorar significativamente os cuidados de saúde através da personalização de tratamentos e da prevenção de doenças.

Confira abaixo alguns dos principais tipos de testes de DNA disponíveis nos laboratórios.


Testes de DNA para paternidade e maternidade

Os testes de paternidade e maternidade são utilizados para confirmar vínculos biológicos entre pais e filhos e funcionam através da comparação das sequências específicas do DNA do indivíduo com as sequências de seus supostos pais.

A precisão desses testes é extremamente alta e oferece uma confiabilidade superior a 99,9% para casos de paternidade confirmada.


Testes de DNA para ancestralidade

Os testes de ancestralidade utilizam o DNA para traçar a origem geográfica e étnica dos indivíduos com o objetivo de oferecer uma visão sobre suas raízes familiares e históricas.

Esses testes analisam variações genéticas específicas, permitindo estimar a composição étnica e identificar regiões de origem dos antepassados.

Com o progresso da genética, os testes de ancestralidade se popularizaram para maior acesso de quem deseja conhecer mais sobre sua origem familiar e genealogia.


Testes de DNA para predisposição genética para doenças

Testes de predisposição genética são projetados para identificar variações genéticas que podem aumentar o risco de desenvolver certas doenças.

Eles podem ser importantes na prevenção ou no tratamento precoce de condições como câncer, doenças cardíacas e distúrbios genéticos raros.

Isso porque a identificação de riscos genéticos permite aos médicos anteciparem o tratamento de doenças para melhorar a qualidade de vida e a longevidade do paciente.


Testes de DNA para relacionamento de parentesco

Além dos testes de paternidade e maternidade, existem testes de DNA projetados para identificar outros tipos de relacionamentos familiares, como avós, tios, primos, entre outros.

Esses testes são úteis, por exemplo, em casos de heranças, na busca por familiares perdidos ou na necessidade de comprovação de vínculos genéticos para processos legais.

Através da comparação de marcadores genéticos específicos, é possível estabelecer graus de parentesco com alta precisão.


01/05/24

01 de maio de 2024

Compartilhar:

Últimas Notícias

    Ver todas as notícias
    Agendar exames e vacinas